SUS anuncia UBSs digitais

Com o aumento do uso da teleconsulta o SUS fez o anúncio de que UBSs digitais podem estar vindo por aí. Acontece que isso foi um anúncio do então ministro da saúde Marcelo Queiroga.

Ele pretende implementar o serviço de telemedicina em UBSs de mais ou menos 323 munícipios. Especialistas da área dizem que é um passo importante.

Isso para poder ampliar a rede e o acesso com qualidade ao serviço. Visto que com o avanço da tecnologia tem uma forte influência com esse projeto.

Isso porque a potência das redes 5G de internet assim como as mudanças para a crise sanitária da covid-19 sofreram bastante. É correto afirmar que a área da saúde foi que a que mais sofreu no Brasil e no mundo, durante esses últimos anos.

Quer saber mais? Então continue lendo este artigo e descubra mais sobre o assunto que pode ser um grande passo na medicina no sistema público de saúde.

Teleconsulta no Brasil

A teleconsulta veio com uma forma de ajudar a desafogar os hospitais e clínicas médicas. Bem, desde março de 2020 até setembro de 2021 a telemedicina cresceu em torno de 372%.

Esse dado revela qual foi o tamanho do impacto desse serviço no país. Dessa forma, as mudanças com relação a perspectiva de atendimentos mudaram.

No entanto, diferente do que muitos pensaram, o novo modelo de atendimento conseguiu o apoio da maior parte da população. Principalmente por parte da comunidade mais jovem, que tem uma tendência forte a conexão praticamente a todo instante.

Dessa forma é importante pontuar que cerca de 69% dos jovens procuram por atendimentos médicos de forma online. No geral, 79% da população tem preferência pelo atendimento médico presencial.

Mas, dentro desse grupo tem ao menos 41% preferem o atendimento por meio da telemedicina. Como se sabe é um método que está no auge e a tendência é só aumentar.

O uso e aceitação cresceu bastante no último ano. Isso porque, anula a necessidade de sair de casa e enfrentar clínicas e hospitais cheios.

Esse serviço permite que o paciente entre em contato com o médico especialista sem precisar sair de casa. Bem como pode fazer isso de onde estiver, sendo cômodo tanto para o médico quanto para o paciente.

A telemedicina no Brasil

Logo para o ministro da saúde Marcelo Queiroga a ideia de saúde digital ou telessaúde não tem o poder de substituir a prática de medicina de forma presencial. Ele diz que a telemedicina é apenas uma ferramenta, uma maneira de fazer prestar mais atenção à saúde.

Para o cofundador e diretor médico da Amplimed , Marcos André Sonagli, inserir o uso da tecnologia no SUS iria facilitar o acesso a saúde. Principalmente para pessoas que moram em locais de difícil acesso.

Além disso, Sonagli acrescenta que se uma pessoa precisar de um atendimento médico e a unidade básica estiver fechada, ele terá um problema. No entanto, com a medicina digital as pessoas poderão ter acesso a um médico mesmo a distância.

Dessa forma o acesso a saúde ficaria mais perto dos brasileiros. Isso de uma forma mais eficiente e prática por meio da teleconsulta.

O ministro afirma que nesse primeiro momento, mesmo que seja possível o contato com médicos por meio da teleconsulta, esse atendimento precisa ser feito nas unidades de saúde. Ou seja, o profissional irá assistir o paciente por meio remoto.

Segundo o ministro isso irá acontecer porque certos estabelecimentos não contam com médicos especialistas. Em outras palavras, possuem apenas enfermeiros e, desse modo, já será uma grande ajuda para a população.

Atualmente já existe uma resolução que permite que os profissionais de saúde pratiquem medicina de forma remota. No entanto, isso não é algo obrigatório, dessa forma o profissional pode escolher se quer ou não exercer a profissão desse jeito.

O que é telemedicina?

Mas, o que é telemedicina e porque ela está ganhando tanto espaço nos dias de hoje? Bem, trata-se do uso de diferentes tecnologias para fornecer atendimento ou informações médicas.

A tecnologia e a internet são fortes aliadas nessa prática. Os médicos tem acesso as informações médicas dos pacientes de forma segura.

Em outras palavras, um paciente que recebe atendimento online tem os mesmos direitos de um indivíduo que recebe atendimento presencial. Já é possível ver que muitos profissionais optam por atender nesse modelo.

Uma vez que é muito mais cômodo para ambos os lados. Tanto paciente quanto médico não irão precisar sair de suas casas para exames.

Ou seja, a teleconsulta vem como uma forma de tornar o acesso ao atendimento médico mais acessível. Isso significa que tanto adultos quanto crianças podem usufruir desse método.

No período da pandemia de covid-19 consultas a distância são uma ótima ideia. Isso porque evita que o paciente que pode estar com sintomas leves se contamine mais e exponha o vírus aos demais.

Com isso vale pontuar que a vacinação é uma grande aliada. Visto que evita que o indivíduo fique em estado grave da doença e precise de internação.

Conclusão

Por fim, mostramos algumas informações sobre como o ministro da saúde pretende implementar o serviço de UBS digital. Além disso fica a sua disposição um breve resumo sobre o que se trata a telemedicina.

Também como ela pretende mudar as formas de atendimento médico. Caso aconteça do SUS disponibilizar o serviço digital, muitas pessoas terão acesso a saúde pública.

Considerando que muitas pessoas vivem em locais onde não tem acesso a certos especialistas. Dessa forma o acesso a eles será mais prático e simples.

A consulta a distância permite que o médico tenha acesso de qualquer lugar em que estiver. Para isso é preciso ter um celular, computador ou tablet com acesso à internet.

No geral, explorar esse método de exercer medicina é algo importante. Uma vez que irá atender muitas pessoas em todo o país e em diversas partes do mundo, com foco no interior onde quase não há acesso.

Gostou desse conteúdo? Esperamos ter ajudado em sua busca, caso tenha alguma dúvida é só deixar um comentário, ficaremos felizes em ajudar assim que possível.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia mais