Com hospitais lotados, médicos indicam teleconsulta

Com o avanço dos casos de covid-19 e a chegada de novas doenças, os médicos estão vendo a teleconsulta como uma saída. Visto que os hospitais e clínicas estão começando a ficar bem cheios.

Esse método surge como uma forma de desafogar o sistema. Por conta disso, em casos mais leves os profissionais estão recomendando a consulta à distância.

Vale pontuar que muitos planos de saúde já se adaptaram a novidade. Muitas pessoas fazem o uso de planos de saúde, então a opção foi se adaptar a novo método.

Quer saber mais? Então continue lendo este artigo e descubra mais sobre o assunto e como a técnica tem funcionado bem nesse período.

O que é teleconsulta?

A teleconsulta vem como uma forma de tornar o acesso à saúde algo para todos. Nesse caso, esse método possibilita a realização de consultas médicas à distância.

Tudo isso só é possível por conta da tecnologia. Os avanços tecnológicos possibilitam que seja possível atuar desta forma e de onde estiver.

Por exemplo, é possível utilizar computadores, smartphones, tablets e/ou outros dispositivos com acesso à internet. Assim fica mais prático tanto para o profissional quanto para o paciente.

Além disso, os serviços que a telemedicina oferece permite que os ambientes médicos não fiquem tão cheios. Nos últimos anos o mundo vem sofrendo com a pandemia da covid-19.

Mas, de acordo com alguns profissionais a vacinação tem feito com que os novos casos sejam mais leves. Ou seja, no caso de uma contaminação o quadro será mais suave sem sintomas graves.

Por isso que nesse caso a teleconsulta surge como uma ótima opção. Dessa forma o sistema público e privado de saúde não irá sofrer com a sobrecarga.

Por exemplo, no caso de uma pessoa que busca orientação ao detectar os primeiros sintomas, pode se deparar com a consulta à distância. O método pode atender tanto adultos quanto crianças.

Além disso, pessoas que notaram os sintomas das covid-19, mas ainda não tem certeza quanto a isso podem, por meio da teleconsulta, solicitar exames. Dessa forma irá evitar de expor tanto a si quanto ao vírus indo até uma unidade de saúde.

Só procure atendimento médico presencial em caso de febre persistente, falta de ar, vômito constante ou tosse muito intensa. Ou seja, só procure uma unidade de saúde em caso de sintomas mais graves.

Para as crianças com sintomas gripais mais leves, a consulta à distância é sempre a melhor opção. É claro que isso é referente ao primeiro contato.

Como funciona a teleconsulta?

Bem, a modalidade, no caso das crianças, irá servir como uma forma de tranquilizar os pais. Assim é possível que eles tirem dúvidas quanto a covid-19.

Além disso, o médico pode solicitar exame, fornecer atestado e até um receituário. No caso de notar algum sinal de gravidade, ele pode alertar a família para ir em busca de um atendimento presencial.

Por conta das viroses e do covid-19, é comum que ala pediátrica fique mais cheia. É um momento delicado, em que os pronto-socorro estão quase sempre cheios.

É aí que a consulta à distância se mostra eficaz. Quando o paciente está com sintomas leves e com quadro estável, mas mesmo assim quer orientações simples essa opção é muito boa.

Cerca de 85% das pessoas que optam por essa forma de atendimento conseguem resolver seus problemas. No entanto, apenas 15% dos casos são encaminhados para o atendimento presencial.

As vantagens que a telemedicina proporciona são muitas. Vão desde a diminuir a distância entre médico e paciente, o que é muito bom em caso de especialistas e afins.

Por exemplo, os diagnósticos mais precisos, já que os médicos podem trocar opiniões com outros profissionais. Dessa forma o tratamento do paciente costuma ser ágil.

Os custos de operações clínicas sofrem uma redução. Bem como, existe uma segurança quanto aos dados, tudo dentro das normas de medicina do país.

O método é uma forma de otimizar tempo e custos para ambos, paciente e médico. Uma vez que essa forma de atendimento não pede que haja um deslocamento entre as partes.

Dessa forma tudo pode ser resolvido com mais agilidade. Como pontuamos, tudo é feito dentro das normas e com muita segurança para que os dados dos pacientes fiquem seguros.

Tecnologia

Não é segredo nenhum que a tecnologia é a maior aliada desse serviço. Através do seu celular é possível fazer a consulta direto da sua casa.

Além disso, pode-se utilizar um computador, tablet ou outro dispositivo com acesso à internet. Esse novo formato de consulta se tornou uma opção no Brasil durante a pandemia.

Foi quando se tornou uma das melhores opções de atendimento. Visto que não há necessidade de se locomover até locais que com certeza estarão cheio de gente.

Bem como, não é preciso enfrentar filas nem hospitais lotados. Logo é possível fazer todo o acompanhamento por meio das consultas online e sem precisar sair de casa.

É aí que entra a tecnologia e a internet. Pois como ambas trabalhando lado a lado é possível que esse serviço funcione de onde o indivíduo estiver. 

Essa é uma boa alternativa para o médico que pode checar a planilha do paciente de qualquer lugar do mundo. Com isso a modalidade pode ganhar ainda mais espaço, principalmente com outras áreas.

A psicologia é um exemplo de que isso pode funcionar muito bem. Mas, ela se encaixa muito bem para ajudar a desafogar as unidades de saúde.

Conclusão

Por fim, mostramos algumas informações sobre como a telemedicina tem muito a agregar. Além disso deixamos a sua disposição dados de como funciona para desafogar as unidades de saúde tanto púbicas quanto privadas.

É importante lembrar que a tecnologia é uma forte aliada nesse serviço. Pois permite que o atendimento médico chegue e diversos locais, principalmente quando o assunto são certas especializações médicas que são mais difíceis de conseguir.

Gostou desse conteúdo? Esperamos ter ajudado em sua busca, caso tenha alguma dúvida é só deixar um comentário, vamos ficar felizes em poder lhe ajudar com ela.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia mais