- Publicidade -

Homem é preso por chocante homicídio em Manaus: Racismo e feminicídio são motivo

0

Nesta terça-feira (21), ocorreu a prisão de Victor de Souza Rocha, 22 anos, em Manaus. O homem foi detido quase um ano e meio após o crime sendo suspeito de cometer o homicídio de sua antiga namorada, Karine Sevalho Lima, e o motivo alegado para o ato choca: Karine era uma mulher negra e o acusado não desejava um filho com as mesmas características.

- Publicidade -

O terrível ato aconteceu em Manaus, na zona norte, onde o suspeito residia, na comunidade Monte Sinai. Karine, na época com 19 anos e grávida de sete meses, foi brutalmente assassinada. As autoridades competentes têm avaliado a possibilidade de classificar o crime como um caso de feminicídio.

feminicidio
Foto: Reprodução Dol

Leia mais:

Adolescente vítima de bullying e homofobia abre fogo em escola, mata uma e fere dois

- Publicidade -

Ataque em escola desperta alerta: Lula condena fácil acesso de jovens a armas

Qual o motivo por trás do crime?

De acordo com as informações divulgadas pela Polícia Civil de Manaus, as investigações indicam que o homicídio teria sido motivado por preconceito racial. O suspeito, Victor de Souza Rocha, teria manifestado a vontade de não querer um filho negro em conversas com amigos da vítima.

O caso foi liderado pelo Núcleo de Combate ao Feminicídio (NCF) da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que avalia o que aconteceu como feminicídio. Segundo o delegado Ricardo Cunha, titular da DEHS, Victor importunava Karine desde que descobriu a gravidez, pressionando-a para que realizasse um aborto.

- Publicidade -

Como aconteceu a prisão?

Victor de Souza Rocha foi preso nesta terça-feira na casa de familiares. No entanto, mesmo após a concretização da prisão, ele escolheu ficar em silêncio e não colaborou com a investigação. Isso aconteceu mesmo estando acompanhado de um advogado.

A captura aconteceu quase um ano e meio após o cruel homicídio. Karine foi encontrada sem vida, com o rosto desfigurado e múltiplas marcas de perfuração pelo corpo em uma área de mata no bairro Lagoa Azul, zona norte de Manaus, em 26 de maio de 2022.

Atualmente, Victor enfrenta a Justiça em regime de prisão preventiva, respondendo por homicídio qualificado. Sua atitude deixou uma marca negra na história de Manaus e levantou ainda mais a necessidade de discussões acerca do preconceito racial no Brasil.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas