- Publicidade -

Impactos do envelhecimento acelerado da população brasileira na economia e infraestrutura social

0

Envelhecimento da população brasileira e seus impactos socioeconômicos

- Publicidade -

Um estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) alerta para o envelhecimento acelerado da população brasileira, fato que pode impactar o crescimento econômico do país. O estudo aponta para um aumento significativo dos brasileiros com idade acima de 65 anos, algo sem precedentes na história do país.

A tendência de envelhecimento populacional é global, no entanto, a velocidade com que se dá no Brasil chama a atenção dos especialistas. Dados do IBGE mostram que a porcentagem de idosos no Brasil saltou de 7,4% em 2010 para 10,9% em 2022. A proporção de idosos é a maior desde 1940, quando começaram os comparativos. O ritmo acelerado do envelhecimento populacional pode trazer desafios para as políticas de aposentadoria e saúde públicas do Brasil.

Foto: Freepik

Leia mais:

- Publicidade -

Adolescente vítima de bullying e homofobia abre fogo em escola, mata uma e fere dois

Ataque em escola desperta alerta: Lula condena fácil acesso de jovens a armas

Por que o Brasil está envelhecendo tão rápido?

A demógrafa do IBGE, Izabel Marri, em uma entrevista concedida à Bloomberg, apontou que o Brasil levou de 40 a 60 anos para envelhecer, enquanto países desenvolvidos como Inglaterra e França passaram 200 anos no mesmo processo. Isso significa que, em um período muito curto de tempo, o Brasil passou a ter um número significativamente maior de pessoas idosas, algo que inevitavelmente leva a um aumento nos custos sociais.

Quais os desafios do rápido envelhecimento demográfico do Brasil?

- Publicidade -

O país precisa lidar com os custos adicionais de cuidar de sua população idosa. A preocupação é acentuada pelo fato da nação estar próxima de perder seu bônus demográfico, quando há um maior número de trabalhadores ativos que aposentados. Nesse cenário, economistas e demógrafos alertam que muitas pessoas não possuem economias suficientes para as aposentadorias e que o governo não tem políticas eficazes para cobrir esses custos.

Quais estratégias o Brasil deve adotar frente ao envelhecimento populacional?

Conforme a população do Brasil continua envelhecendo, a responsabilidade do Estado certamente aumentará. Izabel Marri aponta que “eventualmente, o Estado terá que prover para aqueles que estão envelhecendo”. Por isso, há uma urgência em investir em políticas públicas que atendam à demanda da população idosa, tais como saúde, mobilidade, moradia, entre outros.

Além disso, o país precisa se preparar para um futuro onde a força de trabalho ativa será significativamente menor. É necessário incentivar a educação e a formação de profissionais em áreas que serão afetadas, como a saúde e assistência social.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas