- Publicidade -

Acréscimo no Bolsa Família: Novo benefício e regras para recebimento

0

Aumento no benefício Bolsa Família: Saiba quem tem direito e as mudanças

- Publicidade -

Com o intuito de prestar um maior suporte aos brasileiros que se encontram em situação de vulnerabilidade, uma notícia animadora chega com o mês de Outubro. O programa Bolsa Família anunciou um acréscimo de R$ 50 para as famílias que possuem bebês de até 7 meses. Este valor adicional é denominado como Benefício Variável Familiar Nutriz. Com a inclusão deste recurso, o pacote de benefícios passa de R$ 600 para R$ 800 mensais.

É importante entender quem são as famílias elegíveis para o Bolsa Família e conhecer as regras que precisam ser seguidas para manter o recebimento do programa. Além disso, é fundamental estar ciente do calendário de pagamentos, que tem datas específicas de acordo com o Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário.

bolsa família
Foto: Reprodução/Pronatec.

Leia mais:

- Publicidade -

Desastre ambiental: Amazonas perdeu área de água do tamanho do Distrito Federal em setembro

Jogador da Seleção Brasileira elogia Daniel Alves e gera polêmica na web

Quem tem direito ao novo adicional do Bolsa Família?

O Bolsa Família é um benefício social que é destinado para as famílias brasileiras que possuem uma renda mensal de até R$ 218 por pessoa. Isso significa que, se somarmos o ganho de todos os integrantes e dividirmos pelo total de pessoas da família, o valor resultante não pode ultrapassar R$ 218. A título de exemplo, consideremos uma família de seis pessoas, onde apenas um membro trabalha e recebe um salário mínimo (R$ 1.302) a renda por pessoa neste caso seria de R$ 217, mantendo a família elegível para o benefício.

Regras para manutenção do benefício

- Publicidade -

Existem algumas obrigações que devem ser seguidas pelas famílias beneficiadas com o programa Bolsa Família. É relevante ressaltar que não cumprir estes requisitos pode acarretar na suspensão dos pagamentos. As principais obrigações são:

  • Acompanhar o pré-natal;
  • Manutenção do calendário de vacinação conforme o calendário Nacional;
  • Controlar o estado nutricional das crianças de até 7 anos;
  • Fazer com que as crianças de 4 a 5 anos tenham no mínimo 60% de frequência escolar, e 75% para as de 6 a 18 anos que ainda não concluíram a educação básica;
  • Mantenha o Cadastro Único sempre atualizado (a cada 24 meses, no mínimo).

Calendário de pagamentos de Outubro

O valor do benefício é depositado mensalmente, em datas diferentes conforme o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do beneficiário. Para Outubro, a distribuição ocorre da seguinte maneira:

  • NIS final 1: 18 de outubro;
  • NIS final 2: 19 de outubro;
  • NIS final 3: 20 de outubro;
  • NIS final 4: 23 de outubro;
  • NIS final 5: 24 de outubro;
  • NIS final 6: 25 de outubro;
  • NIS final 7: 26 de outubro;
  • NIS final 8: 27 de outubro;
  • NIS final 9: 30 de outubro;
  • NIS final 0: 31 de outubro;

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas