- Publicidade -

Alerta global: Como a agricultura pode desencadear a próxima pandemia

0

A próxima pandemia poderá vir do campo: entenda como a agricultura está relacionada com novas doenças globais

- Publicidade -

Foi em 11 de Março de 2020, que Tedros Adhanom, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), acendeu o sinal vermelho para o mundo ao anunciar que estávamos inseridos em um cenário de pandemia, causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). Ao longo de três anos, essa doença marcou a história da humanidade, sendo responsável pela morte de cerca de 15 milhões de pessoas ao redor do globo.

Apesar da tragédia, vale, no entanto, destacar que a pandemia trouxe pontos positivos para a sociedade, como importantes avanços na ciência e saúde, uma maior adesão ao trabalho flexível e à educação online e um aumento significativo da digitalização da economia.

Leia mais:

5 sinais da saúde do seu corpo com os quais você deve ter muita atenção!

- Publicidade -

Anvisa discute fim de medidas pandêmicas e analisa vacinas pré pandêmicas

E as mudanças climáticas no meio disso tudo?

Todavia, alguns problemas antigos insistem em não mudar. Ainda em 2020, um relatório divulgado pela Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES) alertava para a relação entre as mudanças climáticas e o surgimento de novas doenças virais.

Para evitar novas pandemias e crises de biodiversidade, é necessário que os países adotem medidas efetivas contra o aquecimento global e repensem os mecanismos de produção. Afinal, o setor da agricultura já foi identificado pelos especialistas como o provável berço da próxima pandemia.

E qual é o papel da agricultura nisso?

- Publicidade -

Desde o século XX, o mundo vivencia surtos de doenças com alto índice de impacto, o que levanta a necessidade de se repensar a relação do ser humano com os animais e o setor alimentício. De 1970 até os dias atuais, surgiram cerca de 500 novas doenças zoonóticas, como a gripe aviária, Ebola, HIV, Zika e a Covid-19.

Em 2018, os dados mostram que mais de 70 bilhões de animais foram abatidos para a indústria da carne. Para manter a produção nesse nível, a indústria precisa confinar milhares de animais em condições adversas e nada naturais.

Freepik

E as plantações também são suscetíveis?

Mas não é só o setor pecuário que pode vir a enfrentar grandes problemas. No segmento das plantações, já se observa uma tendência extremamente preocupante desde o século passado. 50% dos sistemas agrícolas são compostos por trigo, milho, arroz e soja. No campo, estima-se uma perda global de US$ 30 bilhões em alimentos devido a patógenos a cada ano.

Miguel Altieri, professor emérito da Universidade da Califórnia, alerta para a possibilidade de uma pandemia nos sistemas agrícolas, o que pode levar a uma escala global de fome e crises econômicas catastróficas.

Portanto, é fundamental que haja uma reformulação na maneira como operamos nossos sistemas agrícolas, evitando práticas de monocultura e incorporando a biodiversidade em grande escala. Caso contrário, a crise tende a crescer cada vez mais.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas