- Publicidade -

TRINTA tiros em segundos: Vídeo CHOCANTE mostra assassinato de irmão de Sâmia Bomfim e outros dois médicos no Rio

0

Tragédia no Rio de Janeiro: Morrem três médicos em ataque a tiros

- Publicidade -

Três médicos foram mortos na madrugada desta quinta-feira (5), em um quiosque na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Dentre as vítimas estava Diego Ralf Bomfim, irmão da deputada federal Sâmia Bomfim (Psol-SP) e cunhado do deputado Glauber Braga (Psol-RJ). Além dele, também faleceram Marcos de Andrade Corsato e Perseu Ribeiro Almeida.

Um vídeo de vigilância registrou o ataque brutal que durou apenas 20 segundos. Neste período, os criminosos dispararam 33 vezes contra o grupo. Um homem de identidade confirmada como Daniel Sonnewend Proença também foi atingido, mas resistiu aos ferimentos e foi levado para o Hospital Lourenço Jorge, em estado grave.

Assista ao chocante vídeo:

- Publicidade -

Leia mais:

Reviravolta no caso Daniel Alves: Advogado abandona defesa às vésperas do julgamento

Inelegível: Saiba quais os processos jurídicos que continuam a assombrar Bolsonaro

Detalhes da ação criminosa

O vídeo mostra um carro de cor branca estacionando na avenida próxima ao quiosque. Instantes depois, os ocupantes do veículo, todos vestidos de preto, caminham na direção das vítimas e iniciam os disparos. O ataque gerou pânico no local, fazendo com que as pessoas próximas corressem para se proteger. Depois do tiroteio, os criminosos fugiram correndo de volta para o carro.

- Publicidade -

Medidas de investigação

Os médicos são de São Paulo e estavam no Rio para participar do congresso Minimally Invasive Foot Ankle Society (Mifas). A perícia da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) já esteve no local e começou a investigar a cena do crime. A polícia ainda não prendeu nenhum suspeito.

Polícia Federal acompanhará o caso

O diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, solicitou à Superintendência da PF no Rio para fazer contato com a unidade de homicídios da Polícia Civil do Rio e obter mais informações sobre o crime. O ministro da Justiça, Flávio Dino, usou as redes sociais para informar que a Polícia Federal acompanhará as investigações, visando a possibilidade de uma correlação com a atuação de dois parlamentares federais.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas