- Publicidade -

Pacheco exalta ‘obsessão’ de Lula na missão de reduzir a fome e a desigualdade

0

Pacheco elogia fala de Lula na ONU e ressalta foco na erradicação da fome e combate às desigualdades

- Publicidade -

Na última terça-feira (19) o presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), destacou positivamente a fala do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na abertura da 78ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). O presídio da República, conhecido por sua defesa em relação à diminuição da desigualdade e combate à fome, abordou esses temas em seu pronunciamento, apontando-os como questões globais urgentes e reais.

Leia mais:

Lula pede financiamento dos desenvolvidos para a transição energética na Assembleia Geral da ONU

Professor perde R$ 28,6 mil em golpe PIX: alerta sobre segurança bancária no celular

- Publicidade -

O que Pacheco destacou sobre o discurso de Lula?

Rodrigo Pacheco considerou que o discurso de Lula, para além de trazer à tona pontos mundialmente importantes, como questões climáticas e a paz global, não deixou de lado suas “maiores e mais nobres obsessões”.

Segundo Pacheco, a erradicação da fome e a luta contra as desigualdades devem ser o foco da política, um caminho que exige um compromisso com políticas modernas que promovam desenvolvimento econômico sustentável, geração de emprego, atração de investimentos, equilíbrio fiscal e educação para todos.

Qual a importância do discurso do Brasil na ONU?

É de tradição que o Brasil seja o país responsável pela abertura dos debates na Assembleia Geral da ONU, uma organização que congrega 193 nações e está sediada em Nova York, nos Estados Unidos. Esta foi a oitava vez em que Lula discursou na organização como presidente do Brasil, após um hiato de 14 anos.

- Publicidade -

Em suas falas anteriores como presidente, Lula sempre priorizou temas como a fome. Neste ano, não foi diferente. O presidente ressaltou em seu discurso que 735 milhões de pessoas passam fome atualmente e criticou a falta de avanço no combate à desigualdade nas últimas décadas.

“O agro pode ser pop”, disse Lula, “mas não resolve o problema da fome” – Foto: Redes Sociais

Como Lula planeja enfrentar a desigualdade global como presidente do G20?

Ao assumir a presidência do G20 em dezembro próximo, o presidente Lula tem planos significativos. Pretende colocar o combate à desigualdade em todas as suas dimensões no centro da agenda internacional. Sob o lema ‘Construindo um Mundo Justo e um Planeta Sustentável’, a presidência brasileira promete articular inclusão social e combate à fome, desenvolvimento sustentável e reforma das instituições de governança global.

Com uma visão renovada e foco nas questões urgentes e globais, a volta de Lula ao palco da ONU se mostra promissora para a criação de um mundo mais justo e sustentável. Seu discurso ressoou e Rodrigo Pacheco foi apenas um dos muitos que destacaram a força da sua mensagem e a urgência das suas propostas.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas