- Publicidade -

Rituais macabros: Descubra as seitas mais assustadoras da história

0

Conhecer a história dos cultos e seitas que existiram e ainda existem não é para os fracos de coração. Se você acha que esses grupos são apenas o enredo de filmes de terror, prepare-se para conhecer fatos reais que vão te surpreender.

- Publicidade -

Aqui exploraremos cinco dos cultos mais conhecidos da história recente, que foram marcados por incidentes chocantes de terrorismo, escravidão sexual e até suicídio em massa.

Leia mais:

Incrível: Integrante da Família Manson é libertada após mais de 5 décadas na prisão!

Culto orienta que fiéis passem fome e ação deixa 89 mortos no Quênia; confira

- Publicidade -

É importante notar que nem todas as seitas têm uma história negativa. Algumas são construídas em torno de ensinamentos espirituais e promovem a paz e o amor.

Infelizmente, as seitas que exploraremos a seguir escolheram um caminho mais sombrio, que muitas vezes resultou em tragédias inimagináveis.

Fonte: Revista Galileu – Globo

Confira algumas das seitas

A Família Manson: O culto que chocou o mundo

- Publicidade -

No topo da lista de seitas, temos a famosa “Família Manson”, liderada por Charles Manson. Formada em 1967 em São Francisco e posteriormente realocada em Los Angeles.

A seita é notoriamente conhecida por seus assassinatos brutais em 1969, incluindo a da atriz Sharon Tate, grávida na época. Manson utilizou a música dos Beatles, “Helter Skelter”, para pregar sua visão distorcida de uma guerra racial iminente.

Rajneeshpuram: Amor livre ou sabotagem política?

Outra seita impactante foi a Rajneeshpuram, fundada por Bhagwan Shree Rajneesh, mais conhecido atualmente como Osho, nos anos 1980. O grupo, que pregava o amor livre e a meditação, se popularizou de maneira extraordinária.

No entanto, sua reputação foi manchada quando se descobriu que espalharam a bactéria Salmonella na localidade para manipular as eleições e adquirir poder político.

Templo do Povo: A seita que resultou em suicídio em massa

Fundado por Jim Jones em 1955, o Templo do Povo atraiu um grande número de seguidores com uma mistura de ensinamentos cristãos e socialistas.

Em 1978, Jones convenceu seus seguidores a cometerem suicídio coletivo, resultando na morte de 918 pessoas, um episódio que é considerado uma das maiores perdas de vidas civis norte-americanas em um único ato deliberado.

Movimento pela Restauração dos Dez Mandamentos de Deus: Apocalipse que levou ao massacre

A seita formada em Uganda, conhecida como Movimento pela Restauração dos Dez Mandamentos de Deus, acreditava que o fim do mundo viria em 1999.

Quando a previsão não se concretizou, a liderança da seita ordenou um massacre que resultou na morte de mais de 500 membros.

Ramo Davidiano: Cerco de Waco

Por fim, o grupo Ramo Davidiano, que se originou de um cisma na Igreja Adventista do Sétimo Dia em 1955, se tornou famoso pela posição armada contra o governo durante o Cerco de Waco, Texas, em 1993. A operação resultou na morte de 80 pessoas, após um confronto armado e um incêndio.

Estes casos mostram o quanto é crucial entender e monitorar grupos extremistas como estes, para evitar a repetição de tais tragédias no futuro.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas