- Publicidade -

Ajuste nas taxas: INSS beneficia aposentados e pensionistas com empréstimos mais baratos

0

Uma importante mudança nas condições de empréstimos consignados para aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) entra em vigor nesta segunda-feira, 21 de agosto.

- Publicidade -

O Ministério da Previdência Social, por meio de uma publicação oficial no Diário Oficial da União, divulgou a redução da taxa máxima de juros aplicada a esses empréstimos.

Leia mais:

INSS anuncia suspensão do BPC, Auxílio-Doença e Aposentadoria por Invalidez

Aposentados, atenção! INSS pode ter R$ 79 mil extras para você!

- Publicidade -

A deliberação foi alcançada durante uma reunião do Conselho Nacional de Previdência Social, ocorrida na última quinta-feira, 17. Essa medida estabelece limites mais favoráveis aos beneficiários do INSS que necessitam de recursos por meio de empréstimos consignados.

As novas regras para os beneficiários do INSS são as seguintes:

  • O limite máximo de juros para empréstimos consignados convencionais, os quais têm os pagamentos descontados diretamente da folha de pagamento, passa a ser de 1,91%.
  • Para empréstimos consignados realizados por meio de cartão de crédito, o limite de juros reduz para 2,83%.

Carlos Lupi, ministro da Previdência Social, destacou que a medida é reflexo da possibilidade de redução da taxa básica de juros da economia, a Selic, pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

o-que-e-inss

- Publicidade -

Ele mencionou que, caso o Copom continue diminuindo a Selic, o Conselho Nacional de Previdência Social pode novamente reavaliar e reduzir o teto dos juros para os empréstimos consignados do INSS.

Lupi expressou a decisão em redes sociais: “Medida vai de encontro à redução da taxa básica dos juros, feito recentemente pelo Banco Central e teve 13 votos favoráveis e apenas um contrário”.

O único voto contrário foi dado pelo representante da Confederação Nacional das Instituições Financeiras (CNF).

Vale lembrar que esta não é a primeira tentativa de redução nas taxas de juros para empréstimos consignados a beneficiários do INSS. No mês de março, o CNPS decidiu diminuir o teto dos juros de 2,14% para 1,70%, porém, isso gerou um impasse com os bancos.

O Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e outros bancos privados suspenderam temporariamente a oferta desse crédito, alegando que as taxas não seriam suficientes para cobrir os custos da operação. O conselho então acordou em um “meio termo”, estabelecendo o teto em 1,97%.

Essa recente mudança visa proporcionar aos aposentados e pensionistas do INSS mais vantagens ao buscar recursos financeiros através de empréstimos consignados, buscando um equilíbrio entre os interesses dos beneficiários e das instituições financeiras.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas