- Publicidade -

YouTube intensifica o combate às fake news sobre câncer e altera suas políticas de saúde

0

O YouTube anunciou hoje que tomará medidas para remover vídeos que divulguem tratamentos ineficazes ou potencialmente prejudiciais para o câncer. A empresa também revelou mudanças em suas políticas de informações de saúde para orientar o conteúdo futuro.

- Publicidade -

Usando as lições aprendidas com as informações falsas durante a pandemia de COVID-19 como exemplo, o YouTube está em processo de eliminação em larga escala de vídeos que alcançaram desinformação relacionada ao câncer. Saiba mais!

Youtube remove fake news sobre doença

A Google, empresa por trás do YouTube, também declarou que será proibida a publicação de vídeos que desencorajem pessoas com diagnóstico positivo de buscar ajuda médica profissional. Isso inclui vídeos que fazem pedidos como “alho cura o câncer” ou “tome vitamina C em vez de fazer radioterapia”.

Fonte: Olhar Digital/ Reprodução

- Publicidade -

Leia mais

Máquinas de desinformação ou guardiãs da verdade? As redes sociais são culpadas pelas fake news espalhadas?

Não Ignore! Sinais de Câncer no Couro Cabeludo que Podem se Assemelhar à Caspa

Simultaneamente à remoção de conteúdo enganoso sobre o câncer, o YouTube está disponibilizando uma lista de reprodução com materiais de diversas autoridades de saúde.

Além disso, a plataforma está colaborando com a Mayo Clinic, uma instituição de pesquisa médica, para criar vídeos informativos que abordam as várias formas da doença.

- Publicidade -

O YouTube também reforçou suas diretrizes contra a desinformação médica. A partir de agora, o conteúdo que contradiga as orientações de saúde locais ou as normas da Organização Mundial da Saúde (OMS) será proibido.

Para melhorar a eficácia de suas políticas de saúde, a empresa dividiu o tema em três áreas principais. No caso da desinformação relacionada à prevenção, estão incluídos conteúdos que vão contra as orientações oficiais sobre a transmissão de condições específicas, segurança e eficácia de vacinas.

Quanto à desinformação relacionada a tratamentos, isso abrange vídeos que promovem substâncias ou práticas prejudiciais, como o uso de medicamentos sem eficácia comprovada.

Por fim, as políticas de desinformação de negação visam combater a disseminação de conteúdo que nega a existência de certas condições médicas e mortes causadas por elas.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas