- Publicidade -

Google em apuros: Juíza não arquiva caso de violação de privacidade

0

A gigante da tecnologia Google enfrenta ações judiciais por supostamente rastrear atividades online de usuários sem o devido consentimento.

- Publicidade -

A situação escalou quando, na segunda-feira (7), a juíza Yvonne Gonzalez-Rogers negou o pedido da gigante da tecnologia para arquivar o caso.

Leia mais:

Saiba de 5 motivos para tomar cuidado ao utilizar o Google Bard!

Saiba como utilizar o revolucionário Google Bard no Brasil, a nova plataforma de IA

- Publicidade -

Aberta em 2020, a ação legal surge de várias acusações levantadas por usuários que afirmam terem sido monitorados através de ferramentas como cookies e outros recursos de rastreamento do Google.

Uma preocupação adicional é que a empresa teria continuado a coletar dados, mesmo quando os usuários ativaram o modo de navegação privado de seus navegadores.

google
Fonte: Wikipedia. Reprodução

Entenda o processos contra o Google

O processo descreve situações em que “O Google sabe quem são seus amigos, hobbies, o que você gosta de comer, quais filmes você assiste, onde e quando você gosta de fazer compras e quais são os seus destinos de férias favoritos”. Os autores da ação estão buscando uma indenização de US$ 5 bilhões.

- Publicidade -

As declarações de privacidade da empresa em questão incluem avisos no Google Chrome e políticas de privacidade gerais.

A juíza Yvonne Gonzalez-Rogers reconheceu que é necessário avaliar se as políticas da empresa “criaram uma promessa executável de que a gigante não coletaria dados dos usuários enquanto eles navegassem em particular”.

Porque a decisão da juíza é importante?

Para David Boles, que é advogado dos usuários que iniciaram a ação contra o Google, a decisão da juíza Yvonne Gonzalez-Rogers representa “um passo importante na proteção da privacidade de milhões de americanos”.

Por outro lado, José Castañeda, porta-voz do Google, defendeu a empresa dizendo: “Nós desafiamos veementemente essas afirmações e defenderemos vigorosamente contra elas.

A opção de navegação anônima no Chrome permite que se navegue na Internet sem que sua atividade seja salva no seu navegador ou dispositivo, conforme declaramos claramente toda vez que você abre uma nova guia anônima.”

O futuro da privacidade online

O desfecho desse processo é crucial para o debate em andamento sobre privacidade online e proteção de dados pessoais – um tópico que ganhou ainda mais atenção nos últimos anos com o aumento do uso da internet.

Espera-se que a decisão sinalize futuras diretrizes sobre como as empresas poderão coletar e utilizar dados dos usuários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas