- Publicidade -

Tragédia em alto mar: Uma vítima fatal e dez desaparecidos após naufrágio devastador no Mediterrâneo

0

Uma pessoa morreu e outras 10 estão desaparecidas após um barco com imigrantes afundar no Mar Mediterrâneo. A informação foi divulgada por uma autoridade da Tunísia, de onde eram as vítimas, neste domingo (9).

- Publicidade -

Onze pessoas foram resgatadas com vida pela guarda costeira da Tunísia. Segundo o juiz Faouzi Masmoudi, o barco tentava atravessar o Mediterrâneo para chegar à Itália.

Leia mais:

Tragédia na Tailândia: Mulher perde a perna em acidente envolvendo esteira rolante de aeroporto

Imagem de Nadia Nikashina por Pixabay

- Publicidade -

Em junho, um barco com centenas de imigrantes naufragou na Grécia. Mais de 80 pessoas morreram e outras 100 foram resgatas com vida. Dezenas de imigrantes ainda são considerados desaparecidos.

Grécia, Itália e Espanha são os principais destinos de dezenas de milhares de pessoas que tentam chegar à Europa a partir da África e do Oriente Médio.

DO QUE AS VÍTIMAS DO NAUFRÁGIO ESTAVAM FUGINDO?

O aumento recente de pessoas tentando deixar o Paquistão por rotas ilegais tem preocupado as autoridades, revelando as crises econômica e política enfrentadas pelo país.

De acordo com informações, o número de mortes e migrantes no recente naufrágio na Grécia surpreendeu muitos, indicando um crescimento na emigração ilegal.

- Publicidade -

A crise econômica resultou em níveis alarmantes de inflação e desemprego. A inflação no país vem aumentando desde 2021, atingindo um recorde anual de 37,97% em maio deste ano, conforme dados do Departamento de Estatísticas do Paquistão.

Além disso, as reservas internacionais do país, utilizadas para pagamento de importações, incluindo combustíveis, estão em baixos níveis históricos. O desemprego também alcançou níveis preocupantes desde o início da pandemia de coronavírus, em 2020, sem uma recuperação satisfatória desde então.

Apesar da diminuição da taxa de natalidade ao longo das décadas, o Paquistão ainda possui uma taxa alta em comparação a outros países, com 3,5 nascimentos por mulher em 2021, segundo a ONU.

Com uma população majoritariamente jovem, o país enfrenta desafios, uma vez que 73% da população tem menos de 35 anos.

A maioria dos emigrantes ilegais provém da província central de Punjab, onde as áreas agrícolas não proporcionam renda suficiente para as famílias devido ao aumento populacional.

Diante dessa situação, os jovens que não possuem terras suficientes para a agricultura e não conseguem encontrar emprego no país optam por correr riscos e deixar o Paquistão ilegalmente.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas