- Publicidade -

Foi taxado(a)? Em meio à polêmica, saiba como solicitar reembolso na Shein!

0

A popular loja online de moda Shein conquistou o público brasileiro por seus preços acessíveis e variedade incansável de produtos.

- Publicidade -

Leia mais:

Choque no Mercado Têxtil: Demissão em massa assombra Santa Catarina após parceria com a Shein!

Investigação revela golpe de ”avaliador de marcas” da Shein; Entenda

No entanto, recentemente, surgiram notícias sobre a taxação de produtos importados comprados pela internet, o que deixou os consumidores receosos em fazer novas compras na plataforma ou arriscar sua primeira encomenda no site chinês.

- Publicidade -

shein ; shopee ; taxação
Imagem: CNN Brasil

Nova regra

Em 30 de junho, o governo brasileiro anunciou uma atualização sobre o tema. Foi divulgado que a alíquota do imposto de importação sobre compras no comércio eletrônico internacional de até US$ 50 foi zerada.

No entanto, essa medida só será aplicada a empresas que estejam em dia com suas obrigações tributárias, ou seja, que atendam ao plano de conformidade do governo.

Anteriormente, a regra de isenção nas compras de até US$ 50 era válida exclusivamente para remessas entre pessoas físicas.

- Publicidade -

Agora, essa isenção foi estendida para compras de empresas para consumidores. As compras online de até US$ 50 realizadas em empresas que não cumpram suas obrigações ainda serão taxadas.

Essa medida entrará em vigor em 1º de agosto e será aplicada a todas as empresas de comércio eletrônico, nacionais ou estrangeiras.

Diante dessa polêmica, a Shein se reuniu com o governo brasileiro e assumiu o compromisso de investir R$ 750 milhões no Brasil.

A varejista também planeja produzir 85% de seu portfólio em parceria com fabricantes locais e gerar até 100 mil empregos no país nos próximos três anos.

Uma fábrica no Rio Grande do Norte já está programada para iniciar a produção de roupas destinadas à venda na plataforma em julho.

No entanto, para aqueles que desejam arriscar compras maiores que possam ser taxadas, é importante estar ciente das principais dúvidas que podem surgir.

A seguir, estão listados os passos para solicitar reembolso na Shein e possíveis soluções para a situação, ou até mesmo como evitá-la.

Para saber se uma compra na Shein foi taxada, é possível seguir algumas dicas:

  1. Avalie o prazo de entrega: Caso o tempo de entrega tenha sido significativamente maior do que o previsto e você ainda não tenha recebido o produto, pode ser um sinal de que o pacote está retido na alfândega.
  2. Acompanhe o rastreamento do pacote: Utilize o código de rastreamento fornecido pela Shein para verificar o status do seu pacote. Se constar que o pacote está passando pelo processo de liberação alfandegária, é provável que tenha sido taxado.
  3. Contate a empresa transportadora: Se o pacote estiver retido na alfândega, entre em contato com a empresa transportadora responsável pela entrega, geralmente os Correios. Eles poderão fornecer informações adicionais sobre o status do pacote e a existência de algum valor a ser pago.
  4. Consulte o site dos serviços postais ou da autoridade aduaneira: Em alguns países, como o Brasil, é possível acessar os sites dos serviços postais, como os Correios, ou da Receita Federal para verificarse há uma encomenda em seu nome retida na alfândega.
  5. Verifique sua caixa de correio ou e-mail: Em algumas situações, você pode receber um aviso de retirada na sua caixa de correio ou um e-mail informando sobre a taxa a ser paga e as instruções para liberar o pacote.

Caso sua compra tenha sido taxada, é necessário pagar a taxa de importação:

No caso da Shein, você pode seguir os seguintes passos para efetuar o pagamento no site dos Correios:

  1. Acesse o site dos Correios e vá até a opção “Minhas Importações”.
  2. Faça o login com seu usuário e senha. Se ainda não for registrado no site dos Correios, crie uma conta.
  3. Caso você tenha alguma pendência alfandegária, ela estará marcada com um sinal laranja.
  4. Para conferir o valor a ser pago para a liberação da encomenda, clique no ícone de olho ao lado do código da compra.
  5. Se o status mostrar “Fiscalização aduaneira finalizada”, significa que seu pacote não foi taxado.

Caso você não concorde com a cobrança da taxa de importação, é possível contestá-la seguindo essas etapas:

  1. Acesse a opção “Minhas Importações” no site dos Correios.
  2. Clique nos três pontos no canto superior direito e escolha a opção “Solicitar revisão de tributos”.

No entanto, se você não quiser pagar a taxa de importação, há a opção de recusar o objeto. Para isso, siga esses passos:

  1. Acesse a opção “Minhas Importações” no site dos Correios.
  2. Clique nos três pontos no canto superior direito e escolha a opção “Recusar objeto”.

Se você optar por recusar a taxa de importação, pode solicitar o reembolso do valor total da compra para a Shein.

Envie um e-mail para o suporte da plataforma (support@shein.zendesk.com) explicando a situação, enviando um print que mostre a recusa da taxa e fornecendo informações gerais do pedido, como o número do pedido e sua identificação.

É importante destacar que, ao recusar o pagamento da taxa de importação, você deve sinalizar essa opção no site dos Correios. Caso contrário, o item pode ser encaminhado para leilão e a Shein não irá reembolsá-lo.

As compras na Shein começarão a ser taxadas se ultrapassarem o valor de US$ 50 (aproximadamente R$ 250). Compras abaixo desse valor ainda estarão isentas de taxação, como era anteriormente.

Para evitar a taxação ao comprar na Shein, considere as seguintes dicas:

  1. Valor do pedido: Mantenha o valor total do seu pedido abaixo do limite estabelecido pelo seu país para evitar taxas alfandegárias. No Brasil, o limite é de US$ 50 (cerca de R$ 250). Verifique as regulamentações e limites alfandegários aplicáveis antes de fazer suas compras.
  2. Métodos de envio: Algumas opções de envio têm maior visibilidade alfandegária e aumentam as chances de serem taxadas. Opte por métodos que ofereçam menor visibilidade, como o frete padrão, em vez de serviços expressos.

Caso você precise solicitar o reembolso da taxa na Shein, siga os passos abaixo:

  1. Entre em contato com a Shein: Informe a empresa sobre a situação e forneça os documentos relevantes, como comprovante de pagamento dos impostos e comprovante de retenção alfandegária. Envie um e-mail para o suporte da plataforma (support@shein.zendesk.com).
  2. Verifique a política de reembolso: No caso da Shein, a varejista reembolsa 50% do valor da taxa que foi paga na alfândega.
  3. Documentação comprobatória: Mantenha todos os documentos relacionados à taxação, como recibos e comprovantes de pagamento, para facilitar o processo de reembolso. O pedido de reembolso deve ser feito após o recebimento da compra.

Após solicitar o reembolso, ele poderá ser feito em até 24 horas na carteira Shein ou pelo método original de pagamento.

Recentemente, houve mudanças na taxação de produtos importados comprados pela internet. A Shein se comprometeu a investir no Brasil e produzir localmente para incentivar a economia.

Para evitar problemas com taxação, é importante acompanhar o status do pedido, verificar o valor e pagar a taxa de importação quando necessário.

Em caso de discordância, é possível contestar ou recusar a taxa. A Shein oferece reembolso parcial da taxa paga na alfândega.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas