- Publicidade -

Anvisa aprova novo aliado na luta contra o HIV: Tratamento injetável chega ao Brasil

0

Descubra o Cabotegravir, revolucionário tratamento injetável aprovado no Brasil que previne HIV com 69% mais eficácia. Saiba mais!

- Publicidade -

A Anvisa concedeu autorização à farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK) para a comercialização do Cabotegravir, primeiro medicamento injetável para prevenção do HIV no Brasil. A profilaxia pré-exposição (PrEP) oferece proteção às pessoas em maior risco de contaminação pelo vírus.

Atualmente, os fármacos disponíveis para PrEP são comprimidos de uso oral que precisam ser tomados diariamente.

Leia mais:

Cantora Anitta contrai doença do beijo; saiba mais sobre o vírus

- Publicidade -

A principal inovação do Cabotegravir é o fato de ser uma injeção intramuscular de ação prolongada. Entenda como funciona.

China Covid-19 - Vacina ; HPV ; preso ; SUS ; bolsonaro ; vacina Calixcoca ; HIV
Fonte: VEJA.

O esquema de aplicação consiste em duas doses iniciais, com um intervalo de quatro semanas entre elas, e uma dose a cada oito semanas. Dessa forma, são apenas seis doses anuais, em vez de um comprimido diário ao longo do ano.

Por que escolher o medicamento injetável Cabotegravir?

Estudos divulgados pela GSK em 2020 mostram que a eficácia do Cabotegravir é 69% maior em comparação aos medicamentos de uso oral e diário para prevenção do HIV.

- Publicidade -

Essa nova opção de PrEP já foi aprovada pela FDA, agência reguladora dos Estados Unidos, em 2021, e também foi recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2022.

O Cabotegravir representa a mais recente inovação no combate ao HIV, considerando que ainda não há uma vacina contra o vírus.

Com a nova tecnologia e dinâmica de aplicação, espera-se que mais pessoas adotem o tratamento preventivo, reduzindo assim a incidência de novos casos.

Quando chega ao mercado brasileiro?

Ainda não há uma data prevista para o início da comercialização do Cabotegravir no Brasil. No entanto, a aprovação da Anvisa e o respaldo de importantes órgãos internacionais, como a FDA e a OMS, reforçam o potencial dessa nova opção de tratamento preventivo contra o HIV.

É importante lembrar que a PrEP não substitui outros métodos de prevenção, como o uso de preservativo.

A combinação de várias estratégias é fundamental para garantir a proteção contra o vírus e minimizar a disseminação do HIV.

Com o avanço da ciência e o desenvolvimento de novas tecnologias, o combate ao HIV tem alcançado importantes conquistas.

A aprovação do medicamento injetável Cabotegravir no Brasil é mais um passo nesse sentido, aumentando as opções disponíveis para a prevenção e controle da doença.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas