- Publicidade -

Rio de Janeiro: conheça os bairros mais perigosos e os mais seguros da Cidade Maravilhosa

0

A preocupação dos habitantes do Rio de Janeiro em relação à segurança é um dos assuntos mais alarmantes para os cariocas. Infelizmente, a sensação de insegurança é constante em todos os lugares da capital fluminense, independentemente se você está na Zona Sul ou na Zona Oeste. É imperativo manter-se sempre vigilante.

- Publicidade -

Leia mais:

Lana Del Rey no Brasil: Da bênção na igreja católica ao banho de sol na praia do Rio de Janeiro!

Um relatório recente divulgado pela imobiliária Loft, com base em dados oficiais do Instituto de Segurança Pública do Governo do RJ referentes a 2022, identificou os bairros cariocas com os índices de violência mais altos e mais baixos.

Esse estudo levou em conta fatores como o número de homicídios, roubos, furtos e o total de ocorrências. Os bairros da Zona Oeste da cidade lideraram a lista dos mais perigosos.

- Publicidade -

rio de janeiro
Fonte: Melhores Destinos

Região com maior número de violência no Rio de Janeiro

De acordo com os dados do ISP, a região mais violenta da cidade em 2022 foi composta pelos bairros de Bangu, Gericinó, Padre Miguel e Senador Camará. Essas áreas foram as que apresentaram o maior número de casos de homicídios no Rio.

Logo em seguida, estão os bairros de Anil, Cidade de Deus, Curicica, Gardênia Azul, Jacarepaguá e Taquara.

No que diz respeito aos roubos, a região que engloba os bairros de Cavalcanti, Engenheiro Leal, Madureira, Turiaçu, Vaz Lobo, Oswaldo Cruz, Cascadura e Quintino Bocaiúva registrou o maior número de ocorrências em 2022.

- Publicidade -

A característica comum a todas essas áreas é que elas são mais periféricas da cidade, muitas delas controladas por grupos criminosos como tráfico de drogas ou milícias.

A maioria dos moradores desses bairros também enfrenta carências em termos de infraestrutura urbana, como iluminação precária, e deficiências no efetivo das forças de segurança, o que favorece o aumento da criminalidade.

Os bairros mais seguros do Rio de Janeiro

Por outro lado, os bairros considerados mais seguros do Rio de Janeiro estão localizados, em sua maioria, na Zona Sul, que conta com ruas bem iluminadas, policiamento reforçado, infraestrutura comercial, grande movimentação de pessoas e transporte público eficiente.

O bairro de Santa Tereza é o mais seguro do Rio de Janeiro, de acordo com a pesquisa. Essa região apresenta os menores índices de criminalidade nas quatro categorias analisadas.

No que se refere aos crimes mais violentos, como homicídios, essa área teve o menor número de casos na cidade em 2022.

Santa Tereza é um bairro histórico bastante visitado por turistas, com suas casas antigas e diversos pontos turísticos, como a Escadaria Selarón, o Parque das Ruínas e a Catedral Presbiteriana do Rio.

Ao apresentar os dados, o Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro divide a cidade em regiões, que, em alguns casos, englobam mais de um bairro.

Isso ocorre, por exemplo, com Gávea, Jardim Botânico, Lagoa, São Conrado e Vidigal. Esses bairros também se destacam por serem os menos violentos do Rio de Janeiro em quase todas as categorias. Essa região é a segunda da cidade com menor número de homicídios e roubos.

Essa área concentra alguns dos edifícios mais luxuosos e sofisticados do Rio de Janeiro, além de incluir a famosa favela do Vidigal.

Uma característica marcante é sua localização cercada por montanhas e áreas preservadas de Mata Atlântica.

Essa parte da cidade abriga algumas das atrações turísticas mais conhecidas do Rio, como o Jardim Botânico e a Lagoa Rodrigo de Freitas. Também é famosa por ser um importante centro gastronômico e boêmio.

Outros bairros que têm baixos registros de homicídios são Catete, Cosme Velho, Flamengo, Glória, Laranjeiras, Botafogo, Humaitá e Urca, que abrigam os icônicos pontos turísticos do Rio de Janeiro, como o bondinho para o Pão de Açúcar ou o trem do Corcovado, que leva ao Cristo Redentor.

As praias cariocas

Quanto às praias mais conhecidas, os bairros que as abrigam também são os que registraram mais furtos na cidade.

Os líderes nesse quesito são Ipanema e Leblon, seguidos pela região formada por Barra da Tijuca, Itanhangá e Joá. Em seguida, aparecem Copacabana e Leme.

Embora as estatísticas de furtos coloquem essas regiões fora da lista das mais seguras da cidade, os registros de crimes mais violentos, como homicídios, latrocínios ou roubos, são menos frequentes nessas áreas. É comum que locais com grande aglomeração de pessoas apresentem um alto índice de furtos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas