- Publicidade -

Tênis da Nike’ encontrado em pintura de 400 anos está intrigando o público

0

Uma estranha coincidência com calçados modernos? Pois entenda essa história agora: Imagine que você foi na National Gallery em Londres, e está apreciando obras-primas de quatro séculos atrás, quando de repente, o que você vê é… um par de tênis da Nike?

- Publicidade -

Não, não se trata de uma instalação artística criada por algum fã de tênis. É, na verdade, o curioso caso do ‘Retrato de Frederick Sluysken’, uma pintura do século XVII feita pelo mestre holandês Ferdinand Bol.

Leia mais:

Do mundo real para a ficção: 10 filmes inspirados em histórias reais que vão te surpreender

Maricultura poderá garantir a existência da humanidade

- Publicidade -

A imagem retrata um nobre e belo jovem, vestido com um elegante terno cinza, usando um chapéu de abas largas e segurando uma taça de vinho com um monte de limões na mesa para complementar.

Porém, se você observar mais de perto, algo peculiar chamará sua atenção. Especificamente, preste atenção nos sapatos que o jovem está usando. Aqui é onde a história começa a ficar interessante.

Fiona Foskett e sua filha, Holly, duas entusiastas da arte, ficaram completamente surpresas quando perceberam algo completamente bizarro. Era um par de sapatos que parecia suspeitosamente com um par de tênis modernos da Nike!

E não estamos falando de botas de couro antiquadas que apenas se assemelham a tênis. Eram genuínos tênis Nike, com o icônico símbolo branco! E lembre-se, isso ocorreu centenas de anos antes mesmo da existência da Nike. Veja a imagem:

- Publicidade -

E qual foi a reação da galeria de arte? Ficaram animados e surpresos com a coincidência. Um porta-voz compartilhou a empolgação de ver a pintura cativar os visitantes. Eles foram além e até publicaram um tweet desafiando as pessoas a descobrirem o detalhe inusitado nos sapatos.

Entretanto, se você pensa que isso é um caso isolado, fique atento. A história da arte está repleta desses curiosos anacronismos.

Um exemplo é ‘A Esperada’, uma pintura de 1860 por Ferdinand Georg Waldmüller, que aparentemente retrata uma jovem caminhando por um campo enquanto olha fixamente para o que parece ser um iPhone.

Esse caso chocou muita gente, porém ela ganhou uma explicação: antes de gritar que ela é, na verdade, uma viajante do tempo, foi descoberto que era apenas um pequeno livro de orações que ela segurava.

Portanto, seja essas falhas históricas genuínas, escapadas de viagens no tempo ou apenas nossa imaginação correndo solta, uma coisa é certa: da próxima vez que você se deparar com uma pintura antiga, preste atenção aos detalhes.

Eles podem esconder muitos detalhes inusitados e interessantes. Principalmente para surpreender e chocar quem os encontrarem. O que você achou?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas