- Publicidade -

Voluntários em busca: Brasileira desaparecida em Paris mobiliza esforços de busca

0

Brasileira desaparecida em Paris: Voluntários se unem em mutirão para encontrar Fernanda Oliveira após possível avistamento. Saiba mais!

- Publicidade -

As buscas por Fernanda Oliveira continuam nesta quinta-feira (18), com um novo mutirão em Paris e arredores, após uma pessoa com as características da brasileira ter sido vista em um trem. As buscas pela brasileira desaparecida se estenderam pelas cidades próximas a Paris.

Leia mais:

Série da Netflix contribui para o encontro de menina desaparecida há 6 anos

Testemunhas relataram à polícia terem visto uma mulher, dia 8 de maio, às 10h30 da manhã, com as características de Fernanda, em um trem em Melun, a 50 quilômetros ao sudeste de Paris.

- Publicidade -

Fonte: Diário do Nordeste

Um grupo de voluntários voltou a se reunir na tarde desta quinta-feira, em Châtelet, um bairro central da capital francesa, para distribuir cartazes da mulher desaparecida.

O que se sabe sobre o desaparecimento?

Fernanda Santos Oliveira, 44 anos, desapareceu misteriosamente em 6 de maio, sem levar o celular. O telefone dela estava em seu apartamento, mas um patinete e uma bolsa pequena não foram encontrados.

A polícia foi alertada sobre o desaparecimento na noite de quinta-feira (11) pela Associação Mulheres da Resistência, após pedido de ajuda da família, que está no Brasil.

- Publicidade -

Fernanda é originária de Botucatu, em São Paulo, mora sozinha em Paris e trabalha em um restaurante português em Boulogne-Billancourt.

Ela tem um filho, de 23 anos, que está em Sorocaba, e dois netos. Uma investigação por “desaparecimento preocupante” foi aberta pela brigada de repressão à delinquência da polícia judiciária.

Como estão sendo organizadas as buscas?

De acordo com uma amiga, Fernanda costumava frequentar a região de Châtelet em Paris. Além disso, outros voluntários buscam em departamentos que fazem parte da grande Paris como Hauts de Seine e Yvenlines (oeste), Seine Saint Denis (nordeste), Essone (sul), Vale do Marne (sudeste), Val d’Oise (norte) e Seine et Marne (leste).

“Dividimos tarefas e em cada departamento, tem duas ou mais pessoas distribuindo cartazes”, explica Nellma Barreto, presidente da Associação Femmes de la Résistence (Mulheres na Resistência), que participa da organização das buscas.

Na quarta-feira, o grupo também realizou buscas em Châtelet e no bairro parisiense do Marais. Os voluntários colaram cartazes com a foto da brasileira desaparecida dentro dos bares.

Existe algum avanço nas investigações?

A polícia já teria solicitado as câmeras de segurança do prédio e das ruas próximas ao apartamento onde mora Fernanda, no 7º distrito de Paris.

As imagens podem ajudar a esclarecer o que aconteceu no dia do desaparecimento. “Tem muita gente engajada nas buscas”, diz Nellma Barreto.

“Porém, a cada dia que vai passando, nesses casos, as pessoas vão desanimado e o número (de voluntários) vai caindo”, lamenta.

As autoridades e a comunidade brasileira na França seguem empenhadas na busca por Fernanda Oliveira, e novas informações podem surgir a qualquer momento.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas