- Publicidade -

O pão atrapalha no processo de emagrecimento?

0

O pão em suas diversas opções é muito representativo na mesa de todos os brasileiros, sobretudo, no café da manhã. Estima-se que 76% o comam na primeira refeição do dia.

- Publicidade -

Contudo, há uma relação de amor e ódio com o alimento, pois por vezes ele é considerado um alimento que engorda. Será que isso é um mito ou é uma verdade?

O conjunto de decisões, ações e hábitos criam uma alimentação saudável, com isso em vista, é importante afirmar que nenhum alimento engorda ou emagrece de maneira isolada, portanto, nenhum deve ser considerado um vilão ou um herói no processo de emagrecimento.

A nutricionista Adriana Zanardo deixa algumas dicas importantes: É necessário consumir diariamente frutas, legumes e verduras, beber bastante água, comer comida de verdade e quando os produtos forem industrializados, é importante ter atenção em seus rótulos para que se saiba sobre seus ingredientes e consequentemente sua qualidade.

Além disso, diminuir o consumo do açúcar e seus derivados e gorduras hidrogenadas também é um bom caminho.

- Publicidade -

A especialista explica que tudo depende de qual pão está sendo consumido e que o carboidrato acaba sendo culpado injustamente.

A obesidade continuou a aumentar paralelamente com a grande produção de insumos agrícolas de bom custo-benefício para os compradores, tais como soja, trigo e milho.

Com isso, o consumo de pão industrializado aumentou, no entanto em sua maioria eles são ultra processados, ricos em calorias, açúcares e gordura.

A maioria dos pães consumidos são industrializados, portanto, é importante conferir sua qualidade nutricional, sobretudo quando o consumo é diário.

Uma observação importante é que os maus hábitos alimentares quando unidos ao sedentarismo contribuem para o ganho de peso, ou seja, caso a pessoa corte o pão mas mantenha os hábitos e o estilo sedentário de vida ela não irá perder peso.

- Publicidade -

Ainda segundo a especialista, dependendo da composição do pão, ele pode sim ser considerado um alimento nutritivo.

Sua receita base é farinha de trigo refinada, água, fermento biológico, açúcar e sal, essa receita possui calorias e carboidratos, por isso uma unidade de pão seria o suficiente visto que a farinha de trigo brasileira é rica em ferro e ácido fólico.

O pão pode ser combinado com recheios a base de proteínas e fibras, tais como frango e legumes, assim a insulina e a glicemia seriam controladas.

Esse controle é importante no que diz respeito à prevenção de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), tais como a diabetes e a hipertensão.

Do ponto de vista nutricional, o pão branco é pobre em sua preparação, conhecidos por terem a fermentação natural eles tornam-se mais vantajosos por não terem aditivos artificiais, como por exemplo, conservantes. Já o pão sem glúten não possui menos calorias para uma dieta de emagrecimento.

Por fim, se o consumo do pão e de qualquer outro alimento for planejado e organizado ele não se tornará um vilão perante o processo de emagrecimento.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas