- Publicidade -

Porte de armas: onde é legalizado e como isso influencia na violência?

0

O porte de armas é um assunto bem polêmico e que tem gerado muita discussão e debate em todo o mundo. No geral, o porte de armas se refere à permissão para uma pessoa carregar uma arma consigo, seja ela uma arma de fogo ou uma arma branca.

- Publicidade -

Muitos países defendem a flexibilização de armas de fogo, por acreditarem que ela estabelece a igualdade entre o criminoso e o cidadão. No Equador, país na América do Sul, o porte de armas está vigente na legislação desde a década de 1980. Saiba mais sobre o assunto!

Porte de armas em países latino-americanos

Existem diferentes opiniões sobre o porte de armas. Algumas pessoas argumentam que é um direito fundamental e constitucional que garante a liberdade individual e a proteção contra ameaças.

Essas pessoas acreditam que o porte de armas pode ser uma forma eficaz de se proteger contra crimes violentos e que, se mais pessoas portarem armas, a criminalidade será reduzida.

- Publicidade -

Por outro lado, há aqueles que argumentam que o porte de armas é um perigo para a segurança pública e que aumenta o risco de crimes violentos. Eles acreditam que permitir que mais pessoas andem armadas pode levar a mais acidentes com armas, bem como pode aumentar a probabilidade de conflitos violentos.

Na Guatemala, Haiti, Ilha de Porto Rico e México, o porte de armas é garantido constitucionalmente, porém com muitas restrições e condições. Em Honduras, foi autorizado por uma lei aprovada em junho de 2000.

Os mexicanos possuem o direito constitucional de obter armas, porém, o acesso é bem complicado, com apenas uma loja comercializando os armamentos. Argentina, Brasil, Chile, Costa Rica, Panamá, Paraguai, República Dominicana e Uruguai são países que permitem o posse de arma por civis, com a necessidade de licença emitida pelo próprio Estado.

Já a Bolívia, Colômbia, Cuba e Peru, também solicitam uma justificativa para se ter uma arma em casa. Uma das nações com alto índice de homicídios do mundo, a Venezuela, parou de emitir licenças de armas de fogo, além de proibir o porte em locais públicos.

Carlos Pérez Ricart, pesquisador do Centro de Pesquisa e Ensino Econômico (CIDE), disse à BBC News que a América Latina é a região com a política de armas mais restritiva do mundo. ‘‘É um setor com muitas limitações’‘, complementa o pesquisador.

- Publicidade -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas