- Publicidade -

De mulher para mulher: Marisa pode fechar cerca de 100 lojas

0

Os impactos da crise financeira e da pandemia influenciaram na polêmica da Marisa e no setor varejista brasileiro em geral. Confira!

- Publicidade -

A pandemia da COVID-19 teve um impacto significativo no setor varejista brasileiro, afetando empresas como a Marisa.

Com dificuldades para pagar seus aluguéis, a Marisa corre o risco de fechar cerca de 25% de suas unidades, o que poderia resultar na demissão de até 3,5 mil funcionários.

As perspectivas para a empresa são preocupantes, já que o fechamento de unidades pode ser uma alternativa para equilibrar suas contas.

Fonte: Brazil Journal

- Publicidade -

A situação se agrava à medida em que a crise se prolonga, aumentando a possibilidade de a empresa não conseguir manter suas portas abertas.

A divulgação dessas informações pelo site Neofeed evidencia a gravidade da situação enfrentada pela Marisa e destaca a possibilidade de fechamento de centenas de lojas, algo que já havia sido mencionado no último mês.

O setor varejista tem enfrentado grandes desafios durante a pandemia, e a situação da Marisa é um exemplo dos impactos econômicos que a crise tem causado. A demissão de funcionários e o fechamento de lojas têm um impacto significativo na economia brasileira, tornando a situação ainda mais preocupante.

Dívidas da Marisa

A Marisa tem enfrentado dificuldades financeiras nos últimos meses, e uma das alternativas que a empresa vem buscando é a renegociação de suas dívidas, que giram em torno de R$ 600 milhões.

- Publicidade -

Caso essas negociações não tenham sucesso, a varejista pode ser obrigada a fechar ainda mais lojas além das já anunciadas, como forma de tentar equilibrar as contas da empresa.

Em contrapartida, a direção da Marisa também tem buscado outras alternativas para tentar levantar recursos financeiros, como a venda de direitos creditórios de natureza fiscal.

Na última quinta-feira (23), a empresa vendeu esses créditos para a gestora Quadra, em uma transação que movimentou R$ 100,1 milhões.

Empresa tentou até o fim

De acordo com informações divulgadas pelo site Neofeed, a situação da Marisa é agravada pela recusa em 2017 de uma proposta de R$ 10 milhões para desalojar um imóvel no Bairro da Sé, em São Paulo.

Agora, com dificuldades para o pagamento do aluguel, a empresa enfrenta a possibilidade de fechar cerca de 25% de suas unidades.

Além disso, a crise econômica provocada pela pandemia de COVID-19 vem sendo agravada por disputas entre o governo federal e o Banco Central na definição da Taxa Selic.

Esse cenário pode afetar a inflação e o consumo no país, o que pode ter reflexos negativos sobre as vendas e o lucro de empresas como a Marisa.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas