- Publicidade -

Simone Tebet anuncia novo pente fino no Bolsa Família

0

Entenda o motivo e como funcionará o pente-fino nos cadastros do Bolsa Família. Veja como a nova Ministra do Planejamento, Simone Tebet, tratará a questão.

- Publicidade -

Ao longo dos próximos meses, pessoas que fazem parte do Bolsa Família, acabarão sendo cortadas, segundo a nova Ministra do Planejamento, Simone Tebet (MDB).

“Mas teremos cancelamentos significativos no número de famílias unipessoais ganhando o Bolsa Família”, disse Tebet quando perguntada sobre a eficiência do pente-fino em entrevista.

Simone, que acredita muito nas políticas do CadÚnico, crê na remodelação do programa.

Ela afirmou que estará a disposição do Ministro do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias e que o ajudará neste período.

- Publicidade -

simone tebet bolsa família
Fonte: UOL

A ministra diz que o seu ministério servirá apenas como um meio, dando suporte e visão geral. Porém, a decisão específica, ficará com os ministérios responsáveis.

“Vamos estar à disposição do ministro Wellington Dias para colocar o planejamento, a questão orçamentária e o Sérgio Firpo da avaliação e monitoramento”, disse Tebet.

Fila de bloqueio

Ainda em entrevista, Tebet disse que o governo precisa estar preparado para começar o pente-fino gradualmente.

- Publicidade -

Ela acredita que, se o ministério acabasse com todas as supostas violações de uma só vez, haveria longas filas.

Simone, que afirma já ter sido prefeita e ter passado pela situação.

“Nós adiamos por 60 dias o bloqueio porque ao bloquear todo mundo corre para fila da assistência social para pedir o desbloqueio”, aconselhou. Ela acha melhor o bloqueio só começar em fevereiro ou março.

Segundo Tebet, a maior questão deste problema é que a família unipessoal cresceu muito, gerando diversas irregularidades para o governo.

A redução de cadastros do Bolsa Família

No final de 2022, o Tribunal de Contas da União (TCU) publicou relatório concluindo que o Auxílio Brasil tem sido alvo de muitas fraudes.

Há suspeitas de que as pessoas que se registram como famílias unipessoais conseguem burlar o sistema.

Em entrevista, o ministro Wellington Dias afirmou que daria um prazo para que aqueles que teriam entrado irregularmente no sistema, se retirassem voluntariamente.

Assim, a tendência é que o número de usuários atendidos pelo projeto diminua nos próximos meses.

Os últimos números do ex-Ministério da Cidadania, mostram que mais de 21 milhões de brasileiros têm direito ao benefício.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas