- Publicidade -

Caso Daniel Alves: nova vítima vem à tona. Confira tudo o que sabemos

0

O jogador da seleção brasileira, Daniel Alves, está preso em Barcelona após denúncia de estupro que teria acontecido no dia 30 de dezembro. Veja!

- Publicidade -

Atenção: Esta matéria pode ser sensível e causar gatilhos para alguns leitores por trazer relatos de agressão e abuso sexual. Caso você seja vítima deste tipo de violência, ou conheça alguém que passe ou já passou por isso, denuncie ligando para o 180.

O jogador Daniel Alves está sendo acusado de estuprar um jovem de 23 anos espanhola, ele foi preso preventivamente na Espanha no dia 20 de janeiro.

O caso aconteceu na área VIP da boate Sutton, no dia 30 de dezembro do ano passado.

A vítima disse que ela e Daniel estavam dançando normalmente, quando ela se assustou ao notar as tentativas do jogador de colocar sua mão em seu pênis. Ela decidiu sair de perto dele.

- Publicidade -

Aproximadamente às 4h30min da madrugada do dia 31, câmeras do local mostram que Daniel forçou a moça a ir ao banheiro com ele, eles ficaram lá durante 15 minutos. O estupro teria acontecido durante este tempo.

Daniel Alves
Foto: Divulgação/FIFA World Cup

Quando ela consegue escapar da situação, é possível vê-la muito abalada procurando a amiga e a prima, que estavam com ela, e a segurança do local. Porém, quando a polícia chegou, o jogador já tinha escapado.

A menina, então, passou por exame de corpo de delito, que confirmou lesões características de estupro.

Versão de Daniel Alves

- Publicidade -

Daniel Alves troca a versão do caso, como troca de roupa. Na primeira, ele disse em vídeo enviado à uma emissora, que estava na balada. Porém, não conhecia a moça.

Daniel afirmou nunca ter invadido o espaço de outra pessoa. “Eu não sei quem é essa senhora. Não sei seu nome, não a conheço, nunca a vi na minha vida”, disse no vídeo.

Conforme as provas do caso foram se confirmando, ele disse ter tido relações com a vítima, mas de forma consensual.

A juíza do caso, Maria Concepción Martín, decidiu decretar prisão provisória sem direito a fiança para Daniel, que tem alto poder aquisitivo.

Nova vítima se pronuncia

Uma amiga da moça, de 23 anos, que foi vítima de violência sexual por Daniel Alves, diz também ter sido vítima de agressão sexual por ele, de acordo com o jornal La Vanguardia.

A mulher disse que o jogador a apalpou violentamente e tocou em suas partes íntimas a força. Sua sorte foi que conseguiu sair de perto dele antes de evoluir para uma situação ainda mais grave.

O acusado continuará preso até o dia do julgamento, que ainda não tem data.

Tatuagem íntima foi crucial na investigação

Daniel Alves tem uma tatuagem de meia-lua que vai da parte inferior do abdômen até abaixo da virilha, e vítima notou este detalhe.

Um dos pontos levantados pela primeira vítima que denunciou o jogador, foi de que ele ficou pelado dentro do banheiro.

O jogador afirmou que a menina havia entrado dentro da cabine em que estava, sentando em seu colo. Se isso tivesse acontecido, ela não teria conseguido ver a tatuagem, foi o que indagou a juíza.

A menina afirmou ter visto a tatuagem quando Daniel a obrigou a fazer sexo oral nele, de pé.

O jogador então, confessou estar em pé quando a vítima entrou na cabine.

As vítimas, que não tiveram suas informações divulgadas, não o fizeram justamente para que as pessoas as acusem de querer fama em cima da imagem de Daniel Alves.

Seguimos aguardando mais desdobramentos do caso, que acabou de começar. Desejamos que as vítimas se recuperem do ocorrido.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas