- Publicidade -

2022 foi o 5º ano mais quente da história

0

Essa informação foi divulgada pelo serviço de monitoramento climático da União Europeia.

- Publicidade -

Uma agência europeia de monitoramento climático, a Copernicus Climate Change Service, atualmente, enfrentamos os períodos mais quentes. 

De acordo com o serviço, 2022 foi o 5º ano mais quente desde o século 19, quando as temperaturas passaram a ser registradas. Considerando esses números, a instituição chegou a conclusão que nós vivemos os períodos mais quentes nos últimos 8 anos.

Além disso, tem se notado um grande desequilíbrio climático, com locais reconhecidamente frios, vivendo ondas de calor intenso. 

Desequilíbrio climático causa aumento nas temperaturas

- Publicidade -

Basta ligar a televisão para ver as consequências dos distúrbios climáticos. Neste ano que passou, países da Europa enfrentaram um aumento na temperatura de quase o dobro dos valores esperados. Isso fez com que o continente se destacasse entre as outras regiões com a maior alta nos últimos 30 anos.

Além disso, o Paquistão sofreu com enchentes e calor excessivo, e no norte da Índia, a população foi obrigada a enfrentar uma temperatura de mais de 40º.

O Oriente Médio, a Ásia e a China, também foram afetados pela onda de calor, que acabou causando prejuízos na agricultura, no transporte fluvial e na geração de energia.

Outras regiões como a Antártica Oriental teve o maior índice de calor nos últimos 65 anos, o que causou um grande derretimento na camada de gelo da região, que acabou registrando o menor nível em 44 anos.

Quem é o responsável pelo clima cada ano mais quente?

- Publicidade -

A resposta simples é: somos nós, os humanos. A principal causa para o aquecimento global é uma consequência direta (e indireta também) das ações humanas.

Foto: Projeto Coralizar

De acordo com a PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) os hábitos adotados pela sociedade moderna como o uso de veículos a combustão, produção industrial, a geração de energia por meio da queima de combustíveis fósseis (gás natural, carvão e petróleo), o desmatamento e a mineração são os principais responsáveis pela emissão dos gases de efeito estufa (GEE).

A disseminação desses gases (dióxido de carbono, metano e o ozônio, entre outros) cria uma manta em volta da terra que dificulta a saída dos raios solares, criando o efeito estufa, que traz consequências sérias para a humanidade, entre elas o aquecimento global.

Dessa maneira, quanto mais gases poluentes emitimos, mais calor solar é impedido de escapar da terra para o espaço, o que faz com que vivamos constantemente um ano mais quente do que o outro.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas