- Publicidade -

Semaglutida: medicamento que promete acabar com o sobrepeso é aprovado pela Anvisa

0

A Semaglutida é um remédio já conhecido por quem tem Diabetes tipo 2. Porém, agora ele poderá ser usado por quem deseja emagrecer. Aprovado pela Anvisa, conheça um pouco mais sobre o medicamento e seus riscos.

- Publicidade -

A Semaglutida é um medicamento em forma de injeção de caneta. A cada clique que esta faz, significa que o remédio está sendo liberado para o seu corpo.

Recentemente, a Anvisa liberou um novo remédio com esta substância, que tem o objetivo de diminuir o sobrepeso e a obesidade para que usá-lo.

Aproximadamente 50% dos brasileiros e brasileiras sofrem com este problema.

Como a Semaglutida funciona?

- Publicidade -

Por causa do GLP-1, um hormônio presente no intestino responsável pela saciação após as refeições. Ele avisa ao cérebro, que é hora de reduzir o apetite.

Enquanto o nosso hormônio natural tem a duração de 10 minutos, a Semaglutida, dura uma semana.

Segundo João Eduado, endocrinologista: “Aquela sensação de ‘comi e perdi a minha fome’ é dada pelo GLP-1 e a Semaglutida é um medicamento que imita essa ação. O paciente tem a sensação de que está sem fome. E, se ele come, para de comer porque o estômago enche rápido”.

anvisa, Semaglutida
Fonte: JC Online – UOL

Como devo aplicar o medicamento?

- Publicidade -

A dose correta para o tratamento da obesidade é de 2,4 mg por semana. Porém, você deve consultar o seu médico por causa dos efeitos colaterais.

O produto ainda não está sendo vendido com a dose exata para quem deseja tratar os quilos a mais, apenas para as pessoas com Diabetes 2.

O custo para quatro doses de até 1 mg estavam sendo de R$ 900, em novembro de 2021.

Efeitos colaterais

• Diarreia
• Vômito
• Prisão de ventre
• Dor abdominal
• Dor de cabeça
• Fadiga
• Dispepsia (indigestão)
• Tontura
• Distensão abdominal
• Eructação (arroto)
• Hipoglicemia (baixo nível de açúcar no sangue) em pacientes com diabetes tipo 2
• Flatulência (acúmulo de gases)
• Gastroenterite (uma infecção intestinal)
• Doença do refluxo gastresofágico (um tipo de distúrbio digestivo).

Apesar de todos os sintomas, o remédio tem um bom lado: Não fazer com que a pessoa tenha mudanças de humor, sem causar depressão e ansiedade, diz Renato Zilli, especialista em endócrino.

Não use, de forma alguma, este medicamento sem antes consultar o seu médico. Cuide da sua saúde.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas