- Publicidade -

Porto Alegre tem terceira cesta básica mais cara do Brasil

0

Confira de quanto foi o aumento do preço da cesta básica, sofrido por Porto Alegre e outras cidades do país, no ano de 2022.

- Publicidade -

Em dezembro 2022, Porto Alegre foi eleito como tendo a terceira cesta básica mais cara do país, segundo Dieede, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos.

O valor chegou a R$ 765,63, e em novembro, com aumento de 2,03%, custou R$ 781,52.

12 produtos tiverem aumento no preço em Porto Alegre:

alimentos, porto alegre, cesta básica
Fonte: Brasil 247

- Publicidade -

• Batata (49,02%)
• Farinha de trigo (35,78%)
• Banana (31,37%)
• Manteiga (22,43%)
• Leite (22,11%)
• Café (20,58%)
• Pão (19,48%),
• Tomate (17,01%),
• Arroz (10,07%),
• Óleo de soja (3,67%)
• Carne (2,70%)
• Açúcar (0,22%).

Com queda de mais de 9%, o único alimento presente na cesta que baixou o preço, foi o feijão.

Foi visto em todo o Brasil durante o ano de 2022, diversas famílias tendo que trocar alimentos que eram habitualmente consumidos por outros de marcas inferiores ou mesmo, reduzindo o número de refeições diárias.

Alimentos como bandejas de pé de galinha, ossobuco e pele de porco e frango começaram a ser ofertados nos mercado de cidades como o Rio de Janeiro.

“A ausência de políticas – de estoques reguladores, de subsídios aos preços dos produtos ou mesmo a falta de investimento em agricultura familiar – fez com que a trajetória dos preços continuasse em alta”, diz Dieese.

- Publicidade -

17 capitais têm aumento no preço da cesta básica

Vamos revelar aqui as que tiveram maiores aumentos no último ano:

• Goiânia (17,98%)
• Brasília (17,25%)
• Campo Grande (16,03%)
• Belo Horizonte (15,06%)

As menores foram em Recife (6,15%) e Aracaju (8,99%).

O maior valor de custo do conjunto da cesta foi observado em São Paulo (R$ 791,29), seguido por Florianópolis (R$ 769, 19) e como falo, em terceiro, Porto Alegre ( 765,63).

E o salário mínimo?

Segundo o departamento, ao comparar o custo da cesta básica e o mínimo ideal, percebe-se que o trabalhador pago pelo piso nacional perdeu, em dezembro do último ano, 60,22% de seu rendimento para conseguir os mesmos alimentos, que em novembro, custavam 59,47%.

Em dezembro de 2021, a intermediária foi de 58,91%.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas