- Publicidade -

Dica simples para acalmar os animais durante os fogos de artifício

0

Os fogos de artifício podem ser assustadores para os animais, mas com alguns cuidados é possível manter seu amigo seguro.

- Publicidade -

Faltando um dia para o ano novo, é impossível não pensar nos belos fogos de artifício colorindo o céu à meia-noite.

Apesar de lindos, os fogos de artifício podem ser preocupantes para pais com filhos pequenos, crianças com necessidades especiais, pessoas do espectro autista e para os donos de pets.

Por isso, diversos estados adotaram a proibição para fogos de artifício que façam barulho. Com isso, capitais como São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Campo Grande, Fortaleza, Goiânia e Macapá, são permitidos apenas fogos de artifício silenciosos. Em Recife, essa proibição se aplica somente a eventos públicos.

Porém, mesmo com a lei, alguns locais não respeitam e em outros as restrições ainda não estão sendo aplicadas. 

- Publicidade -

Neste artigo, iremos abordar dicas para ajudar a acalmar os animais durante as comemorações de ano novo.

Como proteger os animais do som dos fogos de artifício?

Os pets, têm a audição sensível. Com isso, barulhos do cotidiano são captados pelos bichinhos, numa intensidade maior.

Imagine então como eles sentem os sons extremamente altos, dos fogos de artifício.

Durante a queima dos fogos, os animais podem apresentar alguns sinais de estresse, como:

- Publicidade -

  • latidos (no caso dos cachorros);
  • tremores;
  • agressividade;
  • deixar escapar urina ou fezes;
  • tentativas de se esconder ou até de fugir.

Apesar de lembrarmos principalmente dos cães e gatos, outros bichinhos também sofrem com isso.

O que fazer então?

Se souber que haverá queima de fogos, como é o caso do ano-novo, comece os cuidados cedo. Algumas dicas são:

  • Confira se o quintal está bem fechado, e caso não esteja, deixe-o à prova de fugas;
  • Antecipe a rotina, leve seu pet para passear durante o dia, e ofereça alimento mais cedo, pois o estresse gerado pelo barulho pode fazer com que eles recusem a comida;
  • Se possível, mantenha os animais dentro de casa, mas não os tranque em um cômodo, permita que eles transitem pela casa em busca de aconchego;
  • Casos de fuga são comuns, então providencie formas de garantir que, caso o seu animal fuja, ele possa ser encontrado e devolvido. Uma maneira simples de fazer isso, é escrever na parte interna da coleira o nome do tutor e o telefone;
  • Minutos antes da queima de fogos, proteja o ouvido dos pets com protetores especiais ou com algodão;
  • Abafe os sons de fora com o som da TV ou do rádio;
  • Se possível, não deixe os animais sozinhos;
  • Além dos sons, as luzes produzidas pelos fogos também pode ser perturbadora para os peludos, então feche as cortinas para reduzir o incômodo;
  • Crie lugares seguros, gatos por exemplo, gostam de se abrigar embaixo de camas e dentro de guarda-roupas;
  • Para os cães, dar um osso ou algo para roer pode servir de distração;
  • Em casos que o animal sofre demais, os donos podem consultar o veterinário sobre medicamentos calmantes ou florais que os ajudem a relaxar;
  • Fique calmo, e seja o porto seguro que o seu bichinho precisa, mas preste atenção para não exagerar e passar a impressão de que tem algo errado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas