- Publicidade -

Elon Musk diz que deixará de ser CEO do Twitter

0

O anúncio foi feito no próprio Twitter, após uma enquete que apontava que 57,5% dos usuários queriam a saída de Elon Musk.

- Publicidade -

No fim da tarde de domingo (18), Elon Musk iniciou uma pesquisa na rede social, questionando se deveria ou não permanecer no comando da plataforma.

No mesmo post, Musk ainda afirma que baseará sua decisão no resultado obtido pela enquete. Algumas horas mais tarde, e com mais de  17 milhões de votos, o resultado mostrava que 57,5% dos usuários gostariam que outra pessoa comandasse o Twitter.

Em resposta a enquete, o atual CEO da plataforma disse:

“Vou renunciar ao cargo de CEO assim que encontrar alguém tolo o suficiente para aceitar o cargo! Depois disso, apenas comandarei as equipes de software e servidores.”

- Publicidade -

Antes disso, no início da semana, o CEO havia afirmado que “ninguém quer o trabalho que pode realmente manter o Twitter vivo. Não há sucessor.”

O uso das enquetes na rede, pelo empresário, já era usado como fator influenciador nas decisões, como aconteceu com o episódio da conta do ex-presidente americano Donald Trump.

Segundo alguns analistas, a decisão de deixar o comando do Twitter pode ser causada por outro fator, já que desde o ingresso de Musk na plataforma, as ações da Tesla vinham despencando.

Você também pode gostar de ler:

- Publicidade -

Elon Musk se torna diretor único do Twitter e acaba com conselho da rede social

Elon Musk: Twitter vai liberar selo de autenticação de forma manual. Entenda

Elon Musk no Twitter

A história do bilionário africano e da rede social é repleta de altos e baixos e reviravoltas polêmicas. Desde o início, com a compra superfaturada da plataforma, que terminou nos tribunais, até a entrada de Musk na empresa, carregando uma pia, cada passo dessa relação foi conturbado.

Oficialmente dono do Twitter desde outubro deste ano, o empresário tomou decisões que desagradam a maioria. Relembre alguns casos:

  • A primeira decisão polêmica foi a demissão em massa de quase 4 mil pessoas, incluindo funcionários do alto escalão, que foram mandados embora no dia seguinte a oficialização da compra;
  • Outra decisão que deu o que falar, foi a ideia de cobrar pelo selo de verificação (US$8), essa medida criou problemas adicionais, pois dessa forma o requisito para se tornar um usuário verificado era apenas o pagamento da taxa. Dessa forma, qualquer um poderia obter esse selo. Tentando resolver a situação, Musk criou mais um selo, o que deixou os usuários se questionando sobre qual seria, então, a utilidade do selo original.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas