- Publicidade -

Cuidados paliativos: você sabe o que é isso? Saiba mais sobre o assunto

0

Nos últimos dias foi noticiado que o Pelé, um dos maiores destaques do futebol brasileiro, está em cuidados paliativos, mas o que isso significa?

- Publicidade -

O craque brasileiro Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, foi internado na terça-feira (29/11) no Hospital Israelita Albert Einstein para a reavaliação do tratamento de um câncer de cólon, com o qual o ex-jogador tem lutado há mais de um ano.

O ícone brasileiro vinha tratando o tumor no cólon desde 2021, infelizmente, no início deste ano, foi confirmado que o câncer havia metástase no fígado, pulmão e intestino.
Você também pode gostar de ler:

Pelé, que deu entrada com um quadro de infecção respiratória, mostrou sinais de melhora no estado geral, porém em relação ao câncer a linha de tratamento adotada foram os cuidados paliativos, pois o organismo de Pelé não estava mais respondendo ao tratamento quimioterápico.

Gravidez psicológica: Entenda mais sobre o assunto e saiba como tratar

- Publicidade -

Produtos de Harry Styles são roubados no Paraná

O que são cuidados paliativos?

Com a evolução do câncer, e levando-se em conta a resposta do organismo do paciente ao tratamento indicado, a decisão tomada no caso de Pelé, foi de dar início aos cuidados paliativos.

O objetivo desta abordagem médica deixa de se concentrar na doença para focar no paciente. Sua meta é aliviar o sofrimento do paciente e aumentar a sua qualidade de vida, independente da expectativa de vida.

Outro ponto importante abordado por esses cuidados, é o trabalho feito com a família do paciente, visando promover a dignidade, autonomia e independência do doente.

- Publicidade -

Os cuidados paliativos são indicados para pacientes que possuem enfermidades incuráveis, e seus princípios básicos envolvem:

  • Ajudar o paciente a levar uma vida ativa (dentro das limitações de sua saúde);
  • Aliviar o sofrimento e em alguns casos até mesmo prolongar a vida;
  • Incluir suportes espirituais e psicológicos nos cuidados;
  • Ensinar a ver a morte como um processo natural;
  • Preparar a família para lidar com o luto.

É preciso reforçar que os cuidados paliativos nada tem a ver com apressar a morte, ou desistir de lutar, pelo contrário, visam fazer com que o paciente aproveite ao máximo o seu tempo de vida, sem precisar de terapias invasivas que apenas prolongam o sofrimento.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas