- Publicidade -

Mulher faz Pix errado de R$ 8,3 mil, o valor não foi devolvido: o que fazer?

0

A vítima entrou em contato com a pessoa que recebeu o Pix. Mas ligações pararam de ser atendidas. Agora, ela busca PCDF para recuperar o dinheiro.

- Publicidade -

O caso ocorreu no Distrito Federal. A mulher fez o Pix para a pessoa errada e, ao solicitar a devolução do valor pago, só obteve prejuízos. Ao realizar contato via telefone, as ligações não foram atendidas.

Como ela não conseguiu reaver o dinheiro, decidiu então denunciar o caso na delegacia. A ocorrência foi registrada e o caso agora passa a ser investigado pela 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria).

Talvez você também goste de ler:

Quer receber um PIX DE GRAÇA? Descubra como

- Publicidade -

Mais de 160 mil dados de cartões de crédito foram roubados por Malwares

A equipe de investigação explica que, a princípio, a pessoa que recebeu a transferência errada, não quer devolver o dinheiro. Este problema tem se tornado comum, além de demais golpes que usuários sofrem.

A situação não se trata de um caso isolado, pois a mesma DP começou a investigação de ocorrência semelhante nesta semana. Demais casos chegaram à delegacia ao longo dos últimos meses.

Além das ocorrências de transferência errada, também há casos de dupla transferência de Pix. Por um descuido, a pessoa envia duas vezes ou mais o pagamento.

Em ambos os casos citados, é obrigatório realizar a devolução da quantia paga erroneamente. Se o destinatário não devolver o valor, irá responder ao crime previsto no art. 169 do Código Penal. O crime possui pena de um ano de cadeia.

- Publicidade -

Portanto, é preciso explorar a funcionalidade no aplicativo bancário, para se acostumar com a experiência e ter total atenção no momento da realização das transações.

Problemas com o Pix

Recentemente, em setembro, diversos bancos passaram por problemas internos, prejudicando assim o funcionamento do pagamento instantâneo. Usuários dos bancos reclamaram sobre as falhas de operação do Pix nas redes sociais.

As tentativas de transferência, realizadas no período matutino de uma quinta-feira (29), apresentaram erros e não foram concluídas na data em questão. O problema foi relatado em instituições como Santander, Nubank, Itaú Unibanco, Bradesco, PicPay, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

O site Downdetector, que monitora reclamações sobre serviços em tempo real, mostrou que o pico das ocorrências ocorreu entre 10h e 13h30 do dia 29 de setembro.

Todos os bancos citados emitiram avisos e notas de desculpas, assumindo problemas de operação. Os serviços retornaram à estabilidade no mesmo dia, alguns no período da tarde, e demais à noite.

Qualquer falha ou problema deve ser relatado diretamente ao banco utilizado, de acordo com seus horários de atendimento e serviços. Ressalta-se que o Pix é um serviço de pagamento instantâneo e gratuito, no qual funciona 24h por dia, durante os 7 dias da semana.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. AceitarLeia mais

Horóscopo Do Dinheiro: 5 Signos Que Terão Muita Grana Este Ano BioBoost: A IA do LinkedIn que Potencializa sua Presença nas Redes Sociais Tiktok: Plataforma é banida em mais um país no meio político Chamas da Vingança se Espalham: A Saga de Denzel Washington Continua na Série Original da Netflix Adeus ao Bosque dos Cem Acres: Por que o Novo Filme do Ursinho Pooh está Sendo Retirado das Telonas